quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

MARCA DA PROMESSA

Trazendo a Arca


Se tentam destruir-me

zombando da minha fé

e até tramam contra mim

querem entulhar meus poços

querem frustrar meus sonhos

e me fazer desistir Mas quem vai apagar

O selo que há em mim?

A marca da promessa, que Ele me fez

E quem vai me impedir, se decidido estou?

Pois quem me prometeu, é fiel pra cumprir

O meu Deus nunca falhará, eu sei que chegará minha vez.

Minha sorte Ele mudará Diante dos meus olhos

Prepara-me uma mesa

Na presença dos meus inimigos

Unge minha cabeça

E o meu cálice faz transbordar

Mas quem vai apagar...




Lindo não? mesmo que você esteja a deriva no mundo Deus está te falando te mostrando que ele te pós uma marca e ninguém pode tirar ou apagar a marca que ele pós em você tens a marca da promessa e nada pode mudar isso então não baixe a cabeça lute deixe a dor de lado e vença, não pare não olhe pra trás Deus te tem como um vencedor. Mesmo que você não tenha forças pra caminhar tire forças ao ver na sua mente a dor de um amor que venceu a cruz .

Paz

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

adorador


Paz do Senhor para todos



Bom estive pensando na questão de ser um adorador e meditando nisso minha mente foi tomada por inúmeros pensamentos, idéias e sentimentos, ser um adorador um constante adorador, não quero aqui fazer uma dissertação sobre o assunto, mas quero aqui falar o que me vem na mente, e o que está talvez na mente de muitos que lêem este post.


Ser um adorador e ser uma criança tão simples mas tão complicado, deixar nosso protecionismo egoísta de, nossas vinganças marcadas , sentimentos de mágoa, cólera e ver o outro como um irmão, como criança ter a dor da briga ,mas por um motivo maior deixar de lado a ira e num olhar de afago dar as mão, não ser criança não é fácil e difícil e doloroso e ser tirador da nossa armadura de preconceitos e conceitos muitas vezes humano e não divino e aceitar o nosso irmão que nos diz “estamos juntos”.


Ser adorador e pedir a Deus que nos aceite e ver de um jeito novo a cruz do calvário, um lugar de dor, sofrer, humilhação, mas que ali foi o ato de amor mais marcante e transformador que a terra pode contemplar o dono de tudo ali dando seu sangue por mim por nós por até mesmo aqueles que cuspiam em seu rosto. Quando penso nisso vejo que não sou merecedor desse amor não tenho direito de ser filho, mas sim réu, vejo o quanto estou longe com minhas vontades e desejos e que nada do que eu fizer vai fazê-lo me amar mais e me deixar mais perto dele. Pensar nisso me perturba pois sei que não sou bom como parece mas logo um pensamento reconfortante me vem a mente, a cruz não foi o que prendeu ele ali nem os cravos nem a dor o que prendia Jesus ali foi o amor, sim o seu amor que fez até ali na hora da dor renascer uma vida.


Logo vejo que ser adorador e ser você mesmo, pois Deus só quer que nós sejamos nós mesmos.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Paz que vence o mundo parte I


Quando o mal vier pense na paz que ele dá, quando a dor vier veja a cruz que ele esteve, não foi os pregos que mais se destacavam na mente de Cristo mas sim seu amor por nós pecadores e ingratos.Se ele tivesse que passar pela cruz de novo acredite ele passaria de novo por nós então passe pela sua dor e olhe para o seu amor pois se ele não te tirou do meio da dor e por que sabe que você é capaz de vencer a dor o desanimo as tentações e aflições, sabe que pode te deixar voar só pois você nunca estará só.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...